ATAQUES: Ônibus é incendiados para encobrir fuga de traficantes no Rio

Ação ocorreu nesta terça-feira (2) em diversos pontos da capital carioca

 

 A onda de incêndios a ônibus que se espalhou na manhã desta terça-feira (2) no Rio foi organizada para ocultar fugas de traficantes da maior facção da cidade. No total, oito coletivos e dois caminhões foram incendiados, o que provocou medo na população e engarrafamentos por toda a capital carioca.

De acordo com o jornal Extra, o objetivo dos criminosos era dispersar tropas policiais que cercavam a favela Parada de Lucas, em Cordovil. Durante a madrugada, a corporação recebeu denúncias de invasão na comunidade.

Ao chegarem ao local, por volta de 4h, os policiais foram recebidos a tiros. Os agentes receberam reforços e cercaram a área em busca dos criminosos. Em resposta, eles contactaram traficantes de outras favelas e ordenaram incêndio de veículos nas avenidas Brasil e Washington Luís.

“Interpretamos estes incêndios como uma forma de dispersar o foco da polícia militar, houve diversos incêndios em lugares diferentes, sempre em rotas principais, como a Avenida Brasil a Washington Luís. Isto tudo para que eles pudessem se retirar da área. Mesmo assim, mantivemos o cerco e conseguimos fazer dezenas de prisões e apreendemos também mais de uma dezena de fuzis e outros armamentos”, disse o coronel André Silva, comandante do 1º Comando de Policiamento de Área.

Até o início da tarde, a operação havia levado a duas mortes e 42 presos. Nos confrontos, três policiais foram baleados. Três pistolas e dez granadas foram apreendidos e um carro foi recuperado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *