Em conversa através de celular, latrocida comemora o crime e convida comparsa para novos roubos em Feira

A prisão dos suspeitos do latrocínio dos dois Coiteenses, o  Walterlan dos Santos Lima, o “Bobcat”, 19 anos, e Alberto Nunes da Silva Júnior, o “Tiozão”, efetuada na segunda-feira (29), acusados de praticar um duplo homicídio no Residencial Alto do Rosário, no bairro Mangabeira, em Feira de Santana, um deles comemora o ocorrido e convida um comparsa para fazer novos assaltos.

Segundo informações do blog do CENTRAL DE POLICIA , os investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), descobriram no celular de Walterlan dos Santos Lima, o “Bobcat”, um áudio demonstrando a frieza na execução do duplo latrocínio.

As vítimas foram os adolescentes  Ariesvaldo Lima dos Santos Filho, de 17 anos, e Breno de Almeida Silva, 16, foram sepultados na tarde desta terça-feira, 30/05, os dois eram natural de Conceição do Coité. Uma mulher que também estava no bar onde ocorreu o crime foi baleada no ombro.

O jornalista João Wilson teve acesso ao áudio e e nos conta que  o criminoso Walterlan, conversa com outro comparsa através de áudio pelo aplicativo  WhatsApp, e comemora o crime cometido. Ele lamenta o número de balas que municiavam o revólver e ainda chama um comparsa para novos roubos, na terça e quarta. Friamente ele diz para o comparsa que, “rapaz, estava só com quatro balas no revólver, ai anunciamos o assalto, coloquei duas na cabeça de um, outra na cabeça do outro e uma em uma mulher que estava lá. Agora estou aqui curtinho, escuta, escuta essa música”.

 

COITÉ CENTRAL DE NOTÍCIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *