Imagens fortes: Chefe do tráfico, esposa, filhos e genro são exterminados em emboscada na BR-101

(Foto reprodução Blog do Marcelo)

Crime ocorreu na noite desta terça (16) no município de Mucuri. Vítimas foram identificadas. Traficante “Soca” era apontado como o autor de uma chacina ocorrida no Prado em 2012.

 

Uma chacina foi registrada na noite desta terça-feira (16) no KM 956 da BR 101, na área urbana de 31 de Março, distrito de Mucuri, onde 05 pessoas foram executadas a tiros no interior de um veículo Fiat/Siena, vermelho, placa policial OZV 3191, licenciado em Alcobaça/BA.

 

Segundo informações dos moradores, o veículo reduziu no radar, momento em que foi interceptado e se deu início aos disparos de armas de fogo. Um dos tiros chegou a acertar o radar, e assim que o motorista perdeu o controle, os disparos continuaram. Após o fuzilamento, o veículo com os atiradores fugiram sentindo ao Espírito Santo. A Polícia Rodoviária Federal esteve no local, juntamente com a Polícia Militar e o delegado da Polícia Civil, Samuel Martins Neto.

No veículo estava o traficante, homicida e ex-interno do CPTF, Jalperaz do Espírito Santo Rocha, o vulgo “Soca” ou “Coroa”, líder do tráfico em Prado, Alcobaça, Caravelas e com ligações em Teixeira de Freitas e no Espírito Santo.

Jalperaz, o “Soca”, havia deixado o Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, na tarde desta terça-feira, e seguia no veículo, juntamente com sua esposa Dilma Maria dos Santos Oliveira Rocha, 40 anos de idade, seus filhos Jalperaz do Espírito Santo Rocha Junior, 17 anos de idade, natural de Alcobaça e Gabriela Oliveira Rocha, 22 anos de idade, que estava grávida.

O veículo era conduzido pelo genro de Soca, Alan Cláudio de Sousa Felipe, 22 anos de idade. Os corpos ficaram crivados de tiros, assim como o veículo, que ficou completamente destruído. O delegado solicitou perícia e uma equipe do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas esteve no local, realizando os trabalhos periciais. Segundo os peritos Eder e Pablo, os corpos apresentavam diversos ferimentos pelo corpo, sendo a maiores nas regiões das costas e cabeças das vítimas. Foram encontrados estojos de munição 9 milímetros e .45, e no porta luvas do carro, munições calibre 9 milímetros intactas.

No carro, além dos documentos das vítimas, foi encontrado um caderno com anotações do tráfico de drogas e movimentação financeira. A suspeita é que o criminoso, que era temido no Prado e em Alcobaça, fosse passar um tempo no Espírito Santo, onde iria se reestruturar, na compra de armas e drogas e continuar mandando [agora de fora das grades] no tráfico do litoral Extremo Sul. Após perícia, o delegado autorizou remoção dos corpos, que foi realizada pelo agente Edmílson, ao IML de Teixeira de Freitas, onde serão submetidos à necropsia, nesta quarta-feira (17). A Polícia trata o caso com uma possível vingança de grupos ou facções rivais, tanto da Bahia como do Espírito Santo, já que “Soca” mantinha contatos também fora do estado. Ele era apontado como o autor de uma chacina ocorrida no Prado em 2012. Um inquérito policial será instaurado para investigar autoria e motivação do crime. LiberdadeNews.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *