Líder de facção é morto em tiroteio com polícia em condomínio na Linha Verde

Créditos do Correios24h
Com o apelido de Galego, ele entrou na última semana no Baralho do Crime, no qual era a carta Valete de Ouros

 

Apontado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) como um dos criminosos mais procurados da Bahia, Bruno Nascimendo Hereda Biron, 26 anos, foi morto na tarde desta segunda-feira (24) em um tiroteio com a polícia no condomínio Vilas do Jacuípe, na BA-099, na Linha Verde. Segundo a SSP, o bandido reagiu à voz de prisão e trocou tiros com policiais da Força-Tarefa do órgão. Baleado, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Com o apelido de Galego, ele entrou na última semana no Baralho do Crime, no qual era a carta J de Ouros. Ele tinha mandado de prisão por homicídio e tráfico de drogas e respondia ainda por pelo menos oito assassinatos em Salvador. Ele também tinha dois inquéritos abertos por tráfico de drogas.

Galego é apontado como responsável pela movimentação e distribuição de drogas de uma famosa organização criminosa do estado, o BDM. Suas principais áreas de atuação, em Salvador, eram Brotas, Barbalho, Nazaré, Saúde, Barroquinha, Parte do Pelourinho e Subúrbio Ferroviário.

De acordo com o Correios 24H, “Bruno Hereda era um dos principais alvos do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Sua articulação com o crime gerava vários prejuízos à Segurança Pública. Apesar da pouca idade, era muito violento”, diz o diretor do DHPP, José Bezerra.

Galego também era conhecido pela crueldade nos seus crimes e tinha grande influência entre os criminosos de sua organização criminosa, chegando a ordenar crimes de dentro da cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *