Medidor da PROTESTE mostra se você paga por uma internet que não recebe

Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (PROTESTE) está sempre de olho no desempenho das empresas no Brasil. Para isso, a associação acaba de lançar uma nova ferramenta que vai medir a velocidade de internet entregue de fato pela sua operadora, algo que pode ajudar você a descobrir se está pagando por algo que não está recebendo.
A PROTESTE cita um dado da Agência nacional de Telecomunicações (Anatel) para afirmar que as prestadoras de serviço de internet oferecem, em média, apenas 65% da meta de qualidade estabelecida para a internet no Brasil. Por aqui, a Anatel obriga as empresas a entregarem uma velocidade equivalente a pelo menos 80% do plano contratado — ou seja, se você paga 20 Mbps, deve receber pelo menos 16 Mbps.

Teste a sua velocidade

A nova ferramenta da PROTESTE (que pode ser acessada aqui) é um medidor convencional, contudo, com duas diferenças básicas em relação a outros do gênero. A primeira é que você precisa fazer um cadastro para usá-la — algo que pode ser facilmente apagado posteriormente.

A segunda diferença é que o medidor da PROTESTE armazena seus dados e cria uma média mensal. Por isso, a instrução da associação é para você realizar uma medição por dia durante o período de um mês a fim de averiguar se ao menos 80% da velocidade contratada é oferecida. Caso não seja, o medidor indica quanto dinheiro você está perdendo com a diferença entre o contratado e o oferecido.

A medição confere o ping, a velocidade de download e também a velocidade de upload da sua conexão. Vale lembrar ainda que medições como estas devem ser feitas apenas em dispositivos conectados via cabo à internet, visto que redes WiFi podem causar perdas inerentes à tecnologia sem fio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *