16º BPM atende 3 ocorrências de violência doméstica contra mulher em 24 horas, em Conceição do Coité, Santanópolis e Barrocas

por Redação SN
16º BPM atende 3 ocorrências de violência doméstica contra mulher em 24 horas, em Conceição do Coité, Santanópolis e Barrocas
16º BPM atende 3 ocorrências de violência doméstica contra mulher em 24 horas, em Conceição do Coité, Santanópolis e Barrocas | Divulgação

Policiais militares do 16º BPM, foram acionados para atender 3 ocorrências de violência doméstica contra mulher (Lei Maria da Penha), em um período de pouco mais de 24 horas, nos municípios que são atendidos pelo Batalhão. Conforme a Assessoria de Comunicação (Ascom do 16º BPM), as solicitações iniciaram na noite de domingo, 17/10. 

Segundo a pasta da comunicação, por volta das 20h do dia 17/10, a Polícia Militar de Conceição do Coité recebeu uma denuncia via Cicom de que, havia uma mulher sendo ameaçada pelo seu ex-marido e que ele teria chegado em frente à sua residência e começado a arremessar pedras no imóvel. De acordo com a PM, uma guarnição da 4ª Cia PM do 1º Pelotão, se deslocou até o Bairro Pampulha e encontrou a solicitante, a  qual informou que o companheiro a havia ameaçado e atirado pedras contra a casa, atingindo a porta e janela da frente. 

A guarnição se dirigiu para o local onde o acusado estava e deu voz de prisão. A guarnição foi, então, até a casa da vítima onde constatou os danos na porta e janela da frente da casa. A vítima e o acusado foram encaminhados para a Delegacia de Riachão do Jacuípe, onde o onde o homem foi enquadrado nos Arts. 140, caput, 147 e 163 do CPB, c/c art. 7º da Lei 11.340/2006

Por volta das 10h do dia seguinte (18), uma mulher de 37 anos compareceu na sede do 4º Pelotão da 2ª Cia da Polícia Militar de Santanópolis pedindo apoio para que retirasse os seus pertences da sua residência. Segundo a vítima, estava sendo agredida e ameaçada pelo seu companheiro, de 36 anos.

Conforme a PM, a vítima informou que não havia feito o registro da ocorrência sobre a agressão, tampouco havia informado ao Conselho Tutelar sobre os filhos menores. Diante da situação, os policiais orientaram a fazer o registro da ocorrência e procurar o Conselho Tutelar, o que foi feito. A guarnição acompanhou o Conselho Tutelar até a residência da solicitante para analisar a situação das crianças e tomar as devidas providências. O acusado não estava em casa. Segundo a sua companheira, ele estava no trabalho, em Feira de Santana.

O terceiro caso violência doméstica contra mulher mobilizou os militares da 3ª Cia PM do 3º Pelotão de Barrocas por volta das 21h40 do dia 1(8) até a Praça da Bíblia, no Centro da cidade. De acordo com a pasta da comunicação do 16º BPM, o Cicom informou que um homem estava agredindo a sua esposa e mantendo-a trancada em casa. 

Ao chegarem ao local, os policiais constataram que o fato estava em andamento e foi dada voz de prisão ao autor, o qual resistiu num primeiro momento, mas acatou a ordem em seguida. O homem foi conduzido à Delegacia e apresentado à autoridade competente, a fim de que as medidas cabíveis fossem adotadas. 

Do SN Notícias

Recomendados para você