(Foto: reprodução Bahia no Ar)

 

Anúncios

Em menos de 72 horas da maior chacina já registrada no Ceará, uma briga entre presos de grupos rivais deixou 10 mortos na manhã desta segunda-feira (29) na cadeia pública de Itapajé, a 125 km de Fortaleza. A Secretaria da Justiça do Ceará informou que policiais do município e agentes penitenciários do Grupo de Operações Regionais controlaram o conflito no fim da manhã.

De acordo com a da Delegacia Municipal da 3ª Região, a confusão começou por volta das 8 horas (9h, horário de Brasília). Grades das celas foram serradas. Agentes penitenciários viram a confusão e acionaram o Batalhão da Polícia Militar.

O conflito ocorre dois dias depois de um grupo matar 14 pessoas em uma festa em uma casa de shows de Fortaleza, na maior chacina do Ceará. A polícia investiga se o crime tem relação com conflito de facções.

O presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp-CE), Valdemiro Barbosa, afirmou que a briga ocorreu entre detentos pertencentes a facções rivais. A cadeia abrigava 113 presos, conforme o sindicato.

Ainda segundo o presidente do Sindasp-CE foram registradas fugas nesta segunda-feira em três cadeias públicas no Ceará. Primeiro, 10 presos fugiram da Cadeia Pública de Senador Pompeu no Sertão do estado. Outras duas fugas foram registradas nos municípios de Caridade (Região Norte) e Cascavel (Região Metropolitana de Fortaleza). [Agência Brasil]