Entre Santaluz e Serrinha foram registrados pelo menos 3 casos de violência contra mulher no fim de semana

por Redação SN
Entre Santaluz e Serrinha foram registrados pelo menos 3 casos de violência contra mulher no fim de semana
Entre Santaluz e Serrinha foram registrados pelo menos 3 casos de violência contra mulher no fim de semana | Divulgação

Entre Santaluz e Serrinha,  foram registrados pelo menos três casos de violência contra a mulher no final de semana. As ocorrências foram contabilizadas pelo 16º Batalhão Polícia Militar da Bahia (BPM/Serrinha), a guardiã da Região do Sisal, entre o final da manhã de  sábado (07) e o início da noite de domingo (08). Segundo a corporação, em todos os casos houve ameaças de morte, dois deles as vítimas sofreram agressão física.

De acordo com o boletim da Assessoria de Comunicação (Ascom) do 16º BPM, o primeiro caso foi por volta das 11 horas de sábado, (7) na  Rua José Apolinário, no Centro de Santaluz. Armado com uma faca na cintura, um homem tentou impedir a mulher de sair de casa, durante uma discussão e ameaçou matá-la. 

Ainda de acordo com o BO, uma mulher de 27 anos, compareceu na Unidade da 5ª Cia PM de Santaluz, após conseguir sair da residência, informando do ocorrido. Porém não soube informar do paradeiro do suposto agressor. Em virtude dos fatos, os policiais foram em busca do acusado, todavia não conseguiram localizá-lo. 

No domingo (8), por volta das 16h46, a guarnição da CETO 01, se deslocou até o bairro da Rodagem em Serrinha para averiguar uma situação de violência contra mulher. No local, os policiais encontraram a vítima, a qual passou a relatar que seu companheiro a agrediu, ameaçou de morte, deixou pequenas lesões corporais em várias partes de seu corpo e, em seguida, evadiu do local. 

A guarnição fez rondas na localidade no intuito de encontrar o suposto autor, mas não obteve êxito. 

Ainda no domingo (8), um homem foi preso por agressão e ameaça de morte a companheira no Povoado Baixa d’Água, zona Rural de Serrinha. Segundo a PM, por volta das 18 horas, após determinação do Cicom, a guarnição se deslocou até o povoado, para averiguar uma situação de violência doméstica contra mulher. 

De acordo com PM, no local, os policiais encontraram uma senhora alegando ter sido agredida a socos, empurrões, puxões de cabelo. Além disso, ela afirmou ter sido ameaçada e apresentava uma lesão em uma de suas mãos, supostamente feita pelo seu companheiro. 

Os policiais encontraram também na localidade o acusado, o qual estava armado com um facão em punho, mas o jogou atrás do muro da residência de sua sogra, onde a guarnição pegou a arma, conforme consta no registro. Uma testemunha alegou também ter sido ameaçada pelo acusado. Foi dada voz de prisão ao homem.

Em todos os casos as vítimas foram orientadas a registrar a ocorrência na Delegacia, a fim de que fossem adotadas as medidas cabíveis.

PMBA, uma Força a serviço do cidadão! Acompanhe as notícias da Região pelas mídias sociais do SN Notícias;  Facebook,  Twitter,  Instagram  e  YouTube

Recomendados para você

Deixe um comentário