Infectado por coronavírus é conduzido pela PM em Coité após descumprir medidas de isolamento

por Redação SN
Infectado por coronavírus é conduzido pela PM em Coité após descumprir medidas de isolamento
©reprodução SN Noticias

Por volta das 11h, a guarnição da uma guarnição da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar se deslocou até o Povoado do Batom, zona rural de Conceição do Coité, após uma equipe da Secretaria de Saúde de Conceição do Coité ter solicitado o apoio para orientar populares sobre os cuidados a serem tomados pelo fato de uma pessoa da comunidade ter testado positivo para o Covid-19.

Ao chegar na Comunidade, foi verificado que a pessoa que testou positivo para a doença causada pelo novo coronavírus, cujo resultado do exame foi revelado no último domingo (3), estava fazendo uso de bebida alcóolica em companhia de duas pessoas, numa rua próximo à sua residência, se recusando a ficar em quarentena, fato relatado também pela Dra. Pollyana Quintela Falconery, Promotora de Justiça de Conceição do Coité, em contato com o Tenente PM Laerth Alves, Comandante da 4ª Companhia.

O Paciente, que desobedeceu a equipe da Secretaria de Saúde, se recusando a retornar para sua residência. Diante da situação apresentada, como naquele momento a ambulância não estava à disposição no local e existia o risco iminente de outras pessoas serem infectadas, a Guarnição realizou a intervenção e o conduziu na viatura até o Hospital Português, após o paciente ter sido devidamente equipado com equipamentos de proteção individual. 

Os policias foram orientados por Dr. Gerivaldo Alves Neiva, Juiz de Direito da Comarca de Conceição do Coité, a registrar o fato da Delegacia Territorial sem a presença do conduzido, pois a Drª Ludmila Andrade de Araújo informou que em consonância com a Portaria 242/2020 da Polícia Civil que estabelece, no âmbito da Polícia Civil da Bahia, ações complementares ao Plano de Gestão de Crise e Medidas de Prevenção Interna a Disseminação pela COVID-19, por ser crime em que a pena só comporta lavratura de Termo Circunstanciado, deverá ser registrada ocorrência e o indivíduo será posteriormente ouvido, quando encerrasse o período de vigência da referida portaria.

O desobediente foi removido para uma ambulância em frente ao Hospital Português e conduzido até sua residência, sendo acompanhado pela Guarnição da Polícia Militar. O judiciário e Ministério Público serão oficiados pela autoridade policial para os procedimentos cabíveis. É o registro.

SN Noticias | ASCOM/16ºBPM

Recomendados para você

Deixe um comentário