Ministro confirma fim do auxílio emergencial em outubro

por Redação SN

Ministro confirma fim do auxílio emergencial em outubro
|Ministro confirma fim do auxílio emergencial em outubro João Roma | © Agência Brasil

(ISTOÉ-Dinheiro) – O Ministro da Cidadania, João Roma, confirmou nesta quarta-feira (20) o fim do auxílio emergencial em outubro. Com o anúncio do novo programa Auxílio Brasil, os novos benefícios começam a ser pagos em novembro, mesmo sem o governo definir a origem da verba.

Em 2021, 39 milhões de pessoas foram beneficiadas pelo Auxílio Emergencial, investimento de R $35 milhões. O programa foi criado em 2020 para garantir uma renda mínima aos cidadãos em situação vulnerável durante a pandemia da Covid-19, pois muitas atividades econômicas foram afetadas pela crise.

Receberam o benefício integrantes de famílias com renda mensal de até três salários mínimos e inferior a meio salário mínimo para cada membro. Os depósitos da 7ª parcela do Auxílio Emergencial, última prevista pelo governo federal, vão até 31 de outubro. Nesta quinta-feira (21), recebem o benefício os nascidos em fevereiro. Na sexta-feira (22) recebem os beneficiários aniversariantes de março.

O valor do benefício foi definido de acordo com a composição da família e varia entre R $150 e R $375. Famílias com um membro recebem RS $150 por mês; com mais de uma pessoa, RS $250 e no caso de uma família chefiada por mulher sem cônjuge ou companheiro, com pelo menos mais uma pessoa, o valor é de RS $375.

Os beneficiários do Auxílio Brasil não são os mesmos do Auxílio Emergencial. O novo programa é sucessor do Bolsa Família e pretende atender R $17 milhões de famílias pagando R $400 mensais até o fim do ano de 2022 .

Recomendados para você