O Ministro também incluiu entre suas prioridades medidas de geração de emprego e renda, que promovam a autonomia dos beneficiários do Bolsa Família e assim reduzam o seu custo.


No cardápio O ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS), indicou o pagamento do 13º para beneficiários do Bolsa Família como uma das oito ações prioritárias da pasta neste começo de governo.

Ponta do lápis Promessa de campanha de Jair Bolsonaro, o benefício extra custaria R$ 2,5 bilhões, além dos R$ 30 bilhões destinados pelo Orçamento de 2019 às 14 milhões de famílias que estão no programa. Porta de saída Para tentar viabilizar a proposta, Terra também incluiu entre suas prioridades medidas de geração de emprego e renda, que promovam a autonomia dos beneficiários do Bolsa Família e assim reduzam o seu custo.