Músico iniciado em orquestra coiteense apresenta concerto solo na Europa em parceria com o Rotary Club.

por Redação SN
Músico iniciado em orquestra coiteense apresenta concerto solo na Europa em parceria com o Rotary Club.

Há quase três anos atrás André Alves, um jovem estudante de música integrante da OSA – Orquestra Santo Antônio estava embarcando para a realização de mais um sonho: estudar fora do país e aprender o máximo possível para um dia voltar e compartilhar todo seu conhecimento aos jovens de projetos sociais.

Músico iniciado em orquestra coiteense apresenta concerto solo na Europa em parceria com o Rotary Club. Há quase três anos atrás André Alves, um jovem estudante de música integrante da OSA – Orquestra Santo Antônio estava embarcando para a realização de mais um sonho: estudar fora do país e aprender o máximo possível para um dia voltar e compartilhar todo seu conhecimento aos jovens de projetos sociais. Foi no Projeto Santo Antônio de Música que aos 13 anos de idade ele iniciou a sua vida musical. Primeiro com um flauta doce e depois, incentivado por uma amiga, optou por aprender a tocar violoncelo. Durante quatro anos, André foi músico da OSA, sediada em Conceição do Coité. Ele participou dos mais importantes eventos da orquestra coiteense, como intercâmbio internacional, participação em show de Saulo Fernandes e uma apresentação com a orquestra sinfônica brasileira, no palco do programa “Caldeirão do Huck”, na rede Globo.

Chegar a Europa só foi possível graças ao estímulo de professores como Déborah Wanderley, violinista da OSESP e do seu dedicado professor de violoncelo André Michelletti. Em seu primeiro contato André foi logo convidado para estudar música em São Paulo, numa das principais escolas de Música do País, o Instituto Baccarelli.

Músico iniciado em orquestra coiteense apresenta concerto solo na Europa em parceria com o Rotary Club.

 Atualmente André reside em Lisboa e está ativo em concertos que vão além de Portugal e abrange outros países da Europa.

Após conhecer a história de vida do jovem violoncelista baiano o Club Rotary Internacional Após conhecer a história de vida do jovem violoncelista baiano o Club Rotary Internacional Lisboa ofereceu um concerto em seu nome como estimulo do seu desenvolvimento musical. O Club Rotary é uma associação de clubes de serviços cujo objetivo é unir voluntários a fim de prestar serviços humanitárias e promover valores éticos e a paz a nível internacional. Existem mais de 34 mil clubes Rotary no mundo, com cerca de 1,2 milhões de membros, chamados rotarianos.

O concerto irá acontecer no Palácio da Foz, no dia 29 de novembro. O repertório chama a atenção dos músicos quê já confirmaram presença. É um repertório variado mostrando maior parte da técnica do violoncelo, desde compositores como Bach, Schubert e Shostakovich. O violoncelista será acompanhando por duas pianistas francesas, Gosia Basset e Sabine Kene, que também fazem parte do Club Rotary. As musicistas estão dando um importante suporte ao músico brasileiro neste seu concerto

Segundo André “este concerto é muito importante na minha vida, principalmente porque irei tocar num lugar onde poucos tem a oportunidade de mostrar sua arte. Estou muito feliz pela oportunidade que o Club Rotary me deu. Isso mostra o quanto sou grande e o quanto cresci até aqui. Uma quebra total do sistema, mostrando que mesmo de origem muito humilde, podemos sim vencer na vida através da educação e ser aplaudido nas salas de concerto mais cobiçadas do mundo.

Recomendados para você

Deixe um comentário